ABLCALC

Quem deve fazer o planejamento previdenciário?

Você já escutou alguém falando sobre planejamento previdenciário, certo?
Talvez um outro colega advogado ou até mesmo de um cliente que veio buscar esse serviço no seu escritório.
Fato é que o planejamento previdenciário hoje em dia se tornou essencial para o trabalhador conseguir uma aposentadoria justa.
Após tantas mudanças nas leis, se o trabalhador deseja se aposentar com segurança, o planejamento previdenciário é a melhor estratégia a ser seguida atualmente.
O maior erro dos trabalhadores é deixar para pensar na aposentadoria apenas quando estão perto de se aposentar, o que é um tanto quanto perigoso. Com isso, fica impossível realizar contribuições de forma estratégica que vão refletir em uma boa aposentadoria no futuro.
É importante ter em mente que o valor da uma aposentadoria vai depender de todo o histórico profissional do trabalhador, ou seja, de todo o histórico previdenciário. Quando falamos em histórico, falamos principalmente nos valores das contribuições realizadas ao INSS.
Assim, para você entender o que é um planejamento previdenciário, hoje vamos te explicar quem deve fazer esse planejamento e qual o melhor momento da vida do trabalhador para realizar um planejamento previdenciário.

  1. O que é um planejamento previdenciário?
  2. Quem deve fazer um planejamento previdenciário?
  3. Quando fazer um planejamento previdenciário?
  4. O que o planejamento previdenciário oferece?

1. O que é um planejamento previdenciário?

O planejamento previdenciário nada mais é que uma análise de toda vida profissional de um trabalhador para identificar qual é o melhor momento para a aposentadoria desse trabalhador.
Mas, não é tão simples assim quanto parece.
O planejamento previdenciário exige uma análise profunda, para você ter uma ideia de tudo o que um advogado especialista em previdenciário precisar analisar para realizar esse estudo, estes são alguns pontos a serem estudados:

  • analisar todos os vínculos de trabalho
  • analisar todas as contribuições que o trabalhador fez para o INSS ou para outro regime de previdência durante toda a vida
  • conferir todas as datas de todos os vínculos
  • conferir todas as remunerações que o trabalhador recebeu durante toda a vida
  • verificar se todos esses vínculos e valores constam no CNIS (documento importantíssimo para o INSS)
  • verificar se existe o exercício de atividade especial
  • verificar se há tempo rural
  • verificar se há algum estágio que possa ser considerado

Esses são somente alguns pontos em que o advogado especialista em direito previdenciário irá analisar para começar o planejamento previdenciário de um trabalhador.
Após isso, o advogado especialista vai precisar ainda realizar inúmeros cálculos.
E, quando eu digo inúmeros cálculos, não estou exagerando, viu?
Você já parou para pensar em todos os tipos de aposentadoria que existem hoje? Considerando a Reforma da Previdência de 2019, nós temos: regras antes da Reforma, regras de transição da Reforma e regras após a Reforma.
Para realizar esse planejamento, o advogado precisará realizar cálculos em todas as regras de aposentadorias.
E ainda, deverá simular qual a melhor maneira de contribuir futuramente em todas estas regras.
Não é pouca coisa, não é mesmo?
Por isso, é essencial que o profissional advogado esteja seguro destes cálculos, pois um mínimo erro poderá vir a causar um prejuízo financeiro enorme para o seu cliente lá no futuro. O que causa prejuízo também a você, já que quanto menos seu cliente recebe, menos você também recebe. E além disso, sabemos da importância do advogado manter uma imagem profissional bem quista.
Assim, o segredo de um planejamento previdenciário é somar o conhecimento jurídico em previdenciário para fazer as análises da vida profissional do trabalhador juntamente com o conhecimento em cálculos e simulações futuras, para conseguir a melhor aposentadoria possível para o seu cliente.
Mas quais trabalhadores deveriam de fato fazer um planejamento previdenciário?
Vem conferir no próximo tópico junto comigo!

2. Quem deve fazer um planejamento previdenciário?

O planejamento previdenciário deve ser feito por todos os trabalhadores e eu vou te mostrar o porquê!
Todo o trabalhador que contribui para o INSS deveria fazer um planejamento previdenciário.
O primeiro motivo é lógico: ninguém deveria deixar a sua aposentadoria nas mãos do INSS!
Agora, se o seu cliente nesse momento:

  • começou a trabalhar e contribuir a pouco tempo
  • está quase na hora de aposentar
  • nunca contribuiu para o INSS

Em todas essas fazem o trabalhador deveria fazer um planejamento previdenciário.
Para o trabalhador que começou agora a sua jornada de trabalho, sabemos que a aposentadoria dele ainda está muito distante.
E muitos trabalhadores e advogados pensam: “Por que realizar um planejamento agora quando ainda tem mais uns 30 anos pela frente e as leis poderão mudar até lá?”
Porém, esse é um dos melhores momentos para fazer o planejamento previdenciário.
Isso porque, o futuro desse trabalhador é um espaço em branco, e com isso, é possível planejar todos esses próximos, por exemplo, 30 ou 35 anos de contribuição, da maneira mais acertada possível.
Porém, isso não significa que é impossível verificar a melhor aposentadoria para aquele trabalhador que está perto da aposentadoria.
É certo que quanto mais cedo o trabalhador realizar um planejamento previdenciário, melhor será a sua aposentadoria.
Mas para o trabalhador que está próximo de se aposentar, o planejamento previdenciário vai contribuir para fazer todas as correções necessárias a tempo, antes de fazer o requerimento no INSS, bem como, realizar todos os cálculos de aposentadoria utilizando todas as regras.
O estudo do planejamento previdenciário vai adequar a sua aposentadoria, e muitas vezes se ainda faltam alguns anos, é possível planejar com diferença positiva esses anos finais para a aposentadoria. Às vezes dois anos de contribuição assertiva, podem mudar todo o jogo da aposentadoria para esse trabalhador.
Agora, para aquela pessoa que está em um local contrário a esse: quem nunca contribuiu para o INSS.
Bom, para quem nunca contribuiu, ou porque nunca trabalhou ou porque trabalhou de forma autônoma e nunca se importou em realizar essas contribuições.
Saiba que, em ambos os casos, o planejamento é a melhor opção que esse trabalhador poderá ter!
Se o seu cliente é um trabalhador autônomo que nunca contribuiu, o planejamento servirá também para verificar qual a melhor maneira de contribuir sobre os anos passados em que ele deixou de contribuir, ou seja, como realizar as contribuições em atraso.
E para quem nunca trabalhou e não pretende trabalhar, mas quer estar segurado pelo INSS, como o contribuinte facultativo, também é muito interessante realizar um planejamento para não contribuir a mais e nem a menos, de uma maneira que o cliente não perca dinheiro.

3. Quando fazer um planejamento previdenciário?

Bom, agora que você já sabe quem deve fazer o planejamento previdenciário, qual o melhor momento para fazer o planejamento previdenciário?
A resposta mais direta que eu posso te dar é: o quanto antes!
Sim, mesmo quem ainda não contribui para o INSS, se essa pessoa já está querendo contribuir, se ela realizar um planejamento previdenciário antes mesmo de iniciar a primeira contribuição ao INSS, ela vai conseguir mapear toda a sua aposentadoria.
Quanto mais cedo o trabalhador planejar a aposentadoria, uma aposentadoria melhor ele irá receber no futuro, pois as chances de receber uma aposentadoria com o valor mais alto possível para o caso em específico crescem absurdamente quando as contribuições são realizadas de maneira estratégica.
Para os trabalhadores autônomos e os segurados facultativos, o ideal mesmo é revisar o planejamento de tempos em tempos, isso porque, são pessoas que pagam o INSS por conta própria, e nem sempre esses trabalhadores fazem as contribuições de forma correta.
Os trabalhadores autônomos são de fato os principais afetados pelo planejamento previdenciário, pois são os que conseguem ter mais controle das suas próprias contribuições para o INSS.
Porém, quanto mais cedo realizarem o planejamento previdenciário, maiores são as chances de conseguir uma aposentadoria com um valor alto ou até mesmo no teto ou próximo ao teto do INSS.
Mas não se engane, o trabalhador que está prestes a se aposentar também deve fazer um planejamento previdenciário, nesse caso, com urgência.
E nessa hipótese, eu falo de todos os trabalhadores e contribuintes, seja o trabalhador celetista, o autônomo, o contribuinte facultativo e as donas de casa.
Isso porque é crucial ter o planejamento previdenciário antes de chegar ao INSS e pedir o benefício de aposentadoria.
A falta de uma documentação pode atrasar o pedido em vários meses, por exemplo. Além disso, a escolha e o aceite da aposentadoria errada, vai gerar prejuízos para esse trabalhador para o resto da vida.
Sabemos que o INSS tem a obrigação de conceder o melhor benefício para o trabalhador, mas na prática, não é bem assim que acontece.
E algumas das vezes isso não ocorre porque o próprio INSS não tem todas as informações que precisa considerar para conceder a melhor aposentadoria possível para o trabalhador.
Porém, com um planejamento previdenciário em mãos, não tem erro. A documentação já estará toda acertada e corrigida (quando necessário), bem como, as provas serão mostradas para o INSS e assim, caso o INSS conceda uma aposentadoria menos vantajosa, o trabalhador conseguirá visualizar que pode ter direito a uma aposentadoria melhor e conseguir lutar contra o INSS para conseguir essa aposentadoria.

4. O que o planejamento previdenciário oferece?

Bom, você já sabe que o ideal é que todo mundo faça o planejamento de aposentadoria ou planejamento previdenciário, certo?
E que o melhor momento é sempre agora, o quanto antes for possível!
Mas agora, vou te mostrar quais são as vantagens de o trabalhador realizar o planejamento previdenciário.
Vem conferir quais são os principais benefícios de fazer um planejamento previdenciário:

  • se aposentar na data correta para você;
  • conseguir a aposentadoria com o valor mais alto possível;
  • ter um procedimento administrativo no INSS o mais rápido possível;
  • ter tranquilidade em saber quando irá se aposentar;

Como é perceptível para quem trabalha nessa área de direito previdenciário, os trabalhadores nunca sabem quando irão se aposentar, e quando eles pensam que sabem, geralmente essa data está errada.
Isso ocorre porque eles utilizam a calculadora gratuita do MeuINSS para fazer esse cálculo e descobrir quando irão se aposentar.
Mas, na prática, a calculadora do MeuINSS não considera muitos pontos importantes para a aposentadoria, e por isso, quase sempre essa data fornecida pelo próprio site do INSS está errada.
Por isso, ter a tranquilidade de saber quando irá se aposentar é uma das grandes vantagens do planejamento previdenciário.
Saber a data da aposentadoria do trabalhador, implica também em economizar dinheiro e tempo, pois ele saberá até quando deverá trabalhar e pagar INSS, nem a mais nem a menos.
É possível saber a data exata e correta da aposentadoria de cada trabalhador com um bom planejamento previdenciário.
Caso o trabalhador se aposente antes desta data, geralmente ele vai acabar recebendo um benefício com um valor menor do que poderia receber. E ao se aposentar depois, também irá perder dinheiro, pois estará realizando contribuições ao INSS que são totalmente desnecessárias.
Por isso, saber a melhor data da aposentadoria, também é saber a melhor aposentadoria. E quando eu falo em melhor aposentadoria, significa falar sobre a aposentadoria com o valor mais alto possível para cada caso específico.
Outra grande vantagem, que talvez os trabalhadores não percebam, mas os advogados e profissionais de direito previdenciário confirmam, é a tranquilidade de prever como será o procedimento administrativo no INSS e realizá-lo da maneira mais simples e rápida.
Isso porque ao fazer o planejamento previdenciário, o profissional especialista irá identificar todos os possíveis futuros problemas da aposentadoria do cliente.
E como profissional da área, posso afirmar que o INSS pode tornar o pedido de aposentadoria em um caos para o trabalhador, com tantas burocracias.
Assim, é importantíssimo que o trabalhador esteja com toda a documentação providenciada e ajustada, sem erros que o INSS possa identificar e acabar atrasando por meses o pedido da aposentadoria.
E com isso, o planejamento previdenciário já irá sanar qualquer tipo de documento que não esteja adequado de antemão.
De modo que, ao chegar o pedido no INSS, tudo já estará resolvido.
O que muitos trabalhadores não sabem é que ao não apresentar a documentação certa, o procedimento é interrompido. Isso porque o INSS vai pedir que você providencie a documentação que ele está pedindo, e até o trabalhador conseguir fazer isso, pode atrasar em meses esse pedido que poderia ser resolvido rapidamente com um sim do INSS.
Além de economizar o tempo do trabalho, o planejamento previdenciário também é um meio de economizar dinheiro.
Primeiramente, em se tratando de profissionais autônomos e de contribuintes facultativos, é comum que eles contribuam ao INSS sem fazer nenhum planejamento e pagando o INSS de forma errada.
Muitas vezes pagam valores que não precisam.
E, muitas vezes, pagam valores de forma errada, e após, não conseguem aproveitar essas contribuições para a aposentadoria, de modo, que esse dinheiro acaba sendo “jogado no lixo”.
Outro ponto, é em relação ao pedido da aposentadoria.
Os trabalhadores que fazem esse pedido sem nenhum planejamento e de forma totalmente autônoma, na maioria das vezes, acabam tendo a aposentadoria negada.
E com isso, o caminho é ingressar com uma ação judicial contra o INSS.
Sabemos que as ações judiciais não são a coisa mais rápida do mundo, infelizmente. Então essa espera pode custar muito tempo e dinheiro, pois o trabalhador na maioria dos casos precisará continuar trabalhando e além tudo, pagando um advogado enquanto perdurar essa ação.
Logo, o planejamento previdenciário economiza dinheiro e tempo.
Por isso, afirmo que hoje o planejamento previdenciário é a melhor escolha para quem algum dia quer se aposentar.
Com esse estudo, é possível ter a visão da vida toda do trabalhador e conseguir pagar o INSS de forma estratégica, nem a mais e nem a menos.
Assim, repito: quanto antes o planejamento previdenciário for feito, melhor!
Para isso, procure profissionais especialistas em direito previdenciário, e principalmente, que tenham domínio dos cálculos dessa área.
Caso queira saber mais sobre planejamento previdenciário, nosso escritório está à disposição para lhe ajudar.

Primeira vez na ABLCALC?

Estamos felizes em tê-lo aqui! Cadastre-se e ganhe um cupom de 10% desconto em sua primeira compra. Conte conosco para soluções precisas e confiáveis em seus cálculos jurídicos.

Parabéns!

Você acaba de desbloquear uma oferta especial. Use o código ABLCALC10 em sua primeira compra e aproveite 10% de desconto. Estamos ansiosos para ajudá-lo, bem-vindo à ABLCALC!